JORNADAS DE CIÊNCIAS AGRONÓMICAS 07 DE MARÇO

Enquadramento e objetivos

Estas Jornadas pretendem responder fundamentalmente aos interesses e expetativas dos estudantes de cursos da área agronómica, mestrado em Agricultura Biológica, licenciaturas de Agronomia e Eng. Agronómica e cursos técnico superior profissional em Mecanização e Automação Agrícola e Gestão da Empresa Agrícola e, consequentemente, motivar também à participação de todos os estudantes, docentes, investigadores, técnicos e profissionais, em geral, ligados direta ou indiretamente ao setor agrário.
A atividade agrícola está constantemente exposta a novos desafios e novos problemas, sendo que uma das áreas que exige constante alerta e atualização é a proteção das culturas especialmente perante o problema de novas doenças e pragas assim como as suas consequências na produção e na qualidade alimentar.
A valorização dos produtos agrícolas e agro-alimentares passa cada vez mais pela identificação e garantia da sua qualidade alimentar. Nesse sentido, importa, mais do que nunca, conhecer as melhores práticas agronómicas que respondam aos requisitos dos melhores sistemas alimentares, de modo a potenciar uma alimentação saudável para a população deste planeta.
Os empresários e técnicos agrícolas têm de estar em constante procura de conhecimento e alerta para novos desafios e problemas desde a produção ao consumo final garantindo superior qualidade alimentar sustentabilidade ambiental e preços dos produtos que sejam acessíveis aos consumidores. Assim assume relevância fundamental a capacidade de gestão e consequentemente todos os instrumentos e técnicas ao nível do apoio às tomadas de decisões nas explorações agrícolas.
Os estudantes formados na Escola Superior Agrária de Ponte de Lima do IPVC concluem normalmente o seu curso, com a realização de estágios finais ou dissertações, em áreas que frequentemente são as pretendidas para o seu percurso profissional. Assim, nestas jornadas procuramos partilhar projetos nas diferentes áreas de estudo dos cursos de Mestrado em Agricultura Biológica e de Engenharia Agronómica.

Comissão organizadora

Manuel Marinho Cardoso, Fernando Nunes, Isabel Mourão, Isabel Valín, José Carlos Santos, José Pedro Araújo, Laura Soares, Luísa Moura, João Pinto e Simão Silva.

Programa

14h00 – Abertura

Moderadora: Isabel Valin

14h10 – Plagas y enfermedades aparecidas en España (Galicia) en los últimos años, y su impacto en el sector agrário e florestal – Pedro Mansilla, Estación de Fitopatolóxica do Areeiro, Pontevedra.

14h35 – Sistema alimentar: o imperativo da mudança – Artur Cristóvão, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

15h00 – Relação entre arrefecimento, tempo de recolha e qualidade do leite
 – Paulo Jardineiro Santos, AGROS.

15h25 – Tecnologia e mercados – os grandes desafios para a gestão das empresas agrícolas – Francisco Gomes da Silva, Agro.Ges.

15h50 – Debate

16h00 – Intervalo para café

16h30 – Apresentação de Projetos de Estágios Finais de Curso de licenciatura e Mestrados

Moderadores: João Pinto e Simão Silva

16h40 – Efeitos da enxertia na produtividade e qualidade de duas cultivares de feijão verde – Francisco Vaz.

16h50 – Desempenho produtivo de coelhos em engorda com restrição alimentar – Soraia Gonçalves.

17h00 – Microbiota de nespereira (Eriobotrya japonica): Pesquisa de potenciais agentes de controlo biológico contra Erwinia amylovora – Telma Azevedo.

17h10 – Estudo tecno-económico de algumas operações culturais de maneio da vinha na Região dos Vinhos Verdes – Vasco Alves.

17h20 – Debate

17h30 – Encerramento